11.4.08
sob a luz da lua

Indo ao quarto e um clarão através da janela. Lua alva num céu negramente límpido. Largado, peso morto debruçado por sobre um vão de janela que fica para contemplar a beleza indizível de fora quando meus desejos de dentro colocam a tua presença.

Pensamentos in[porque não quis]evitavelmente deixados em você. Tê-la em braços e lua desnuda por libidos olhares. Desejos da luz clarear tua face. Marcas de traços em sombras e linhas claras do contorno do teu rosto. Lua espelhada nos teus olhos, reflexo nos meus. Quereres de contemplar o corpo em nú vestido da branca luz.

Você sobre peito e olhos sob a lua. Desgosto de abrir-los para com gosto beijar-te a comissura labial. Esquecer de lembrar tudo, violado por sabor da tua boca, afogar em salivas e escravizado na língua. Achado perdido em abraços, gozar o sopro da vida nos suspiros.

Teu corpo nú, pálido como lua, luz em densa leve noite. Querença de posse em fogo na paixão; minúcias do corpo em pressa de ficar para sempre em descoberta - você em perfumes e gostos. Com beijos e línguas úmidas, réu de prazeres por ser vítima de desejos.

Quis te amar sob a luz da lua, e, num clarão através da janela, debruçado, largado peso morto num vão que fica, ia ao quarto, quando meus desejos de fora me colocaram dentro da tua presença.

Marcadores: , , ,

 
posted by rafael at 10:15 | Permalink |


6 Comments:


At 11 abril, 2008 11:53, Anonymous Anônimo

Saber que fui fonte de inspiração me deixa honrada.
Beijos
LF

 

At 13 abril, 2008 22:35, Blogger Leticia

Sinestesia perfeita.

 

At 16 abril, 2008 00:57, OpenID adaobraga

Saber que o querer não foi realizado deixa-me a grata sensação de que ainda há esperança para este amor sob a luz da lua se realizar

 

At 16 abril, 2008 21:43, OpenID poetriz

Lembrei de uma musiquinha:

♪ Foi culpa da lua
Eu te perceber
a culpa foi sua
me fez querer você
Se a culpa é da lua
Quando ela acender
Vai brilhar lembrando
Somente eu e você
Pra mim e para você
Somente eu e você ♪

Bjinhos!

 

At 18 abril, 2008 10:52, Blogger Paola

Oi fofolete!
Voltei um pouco grog, mas tô aqui, ali, lá. rs
Juro que não bebi nada só soro.
Bjo

 

At 23 abril, 2008 22:07, Blogger Sandra Leite

Rafa

essas chaves...hummm

 


|