21.4.05
existem apenas provas de amor
Se existe algo que mais causa bagunça em nosso porão é o tal do amor. Não acredito que outra coisa nos cause tanta alegria ou dor como esse tão desejado fenômeno. Isso mesmo: fenômeno.

Parei para pensar nesse aspecto do amor quando resolvi ouvir com mais atenção a música do Titãs "provas de amor". No começo achei um pouco estranho o refrão que diz: "existem provas de amor/ provas de amor apenas/ provas de amor/ não existe o amor". Confesso que não concordei logo no princípio com essa afirmação, pois, como alguém pode dizer que não existe amor?

Mas é claro que nesse meu mesquinho pensamento estava olhando somente para aquilo que está dentro de mim, para os movimentos que ocorrem em meu interior. Amor não pode ser apenas isso: algo que acontece dentro de mim. E acredito que grande parte das pessoas pensa assim.

Penso que seja a maioria das pessoas, porque quando ouço alguém falar sobre amor é sempre na visão de "desejar ser amado". Nunca ouvi alguém dizer "quero tanto encontrar alguém para amar..." Sempre se deseja um grande amor, uma pessoa que faça de tudo para que nos sintamos bem, que massageie o nosso ego, que nos levante nos momentos difíceis, que nos suporte como somos e que se possível sonhe nossos sonhos. Alguém que negue a si para fazer as nossas vontades e, por mais que negamos, seja nosso escravo.

Amor sempre é visto da ótica da primeira pessoa: alguém que "me ame", que "me faça feliz", que "me entenda", que "me deseje". Mas isso eu não chamo de amor, e sim egoísmo. E egoísmo não permite a existência de amor porque não dá espaço para doação, apenas para recepção.

E o amor está na doação. Amar não é apenas um sentimento interno. Mas também, e principalmente, uma ação externa. Amor somente é amor quando se exterioriza. Daí ser fenômeno - palavra que vem do grego phainomenon que significa "aparência". Por isso não pode ser apenas uma sentimento interno. Porque lá dentro somente nós vemos. E amor não é para nós, mas para os outros.

Aonde está o amor? Está aí, entre eu e você. Não aqui onde não possas ver, e nem aí onde eu não possa tocá-lo. Está nessas palavras em que me abro a você, e no tempo que dedicastes a lê-las para compreender-me.

Não existe amor para quem olha somente para dentro. Mas ele existe no meu esforço para revelar quem sou, doando-me e recebendo-te.

Marcadores: , ,

 
posted by rafael at 23:00 | Permalink | 10 teste tua chave
|