8.12.07
Muss es sein?
Com um sorriso sereno, respondeu suavemente, imitando o som da melodia de Beethoven: - Muss es sein? Tem de ser assim?
Tomas disse mais uma vez: - Sim, tem de ser! Ja, es muss sein!

Ao contrário de Parmênides, Beethoven considerava o peso como algo de positivo. "Der schwer gefasste Entschluss", a decisão gravemente pesada está associada à voz do Destino ("Es muss sein!"); o peso, a necessidade e o valor são três noções íntimas e profundamente ligadas: só é grave aquilo que é necessário, só tem valor aquilo que pesa.

Essa convicção nasce da música de Beethoven, se bem que seja possível (ou talvez provável) que ela seja mais da responsabilidade dos exegetas de Beethoven do que do próprio compositor; todos nós a compartilhamos de uma certa forma hoje em dia: para nós, o que faz a grandeza de um homem é ele carregar seu destino como Atlas carregava sobre os ombros a abóbada celeste. O herói de Beethoven é um halterofilista que levanta pesos metafísicos.

(Milan Kundera. A insustentável leveza do ser. Nova Fronteira, 1985. )

Marcadores: , ,

 
posted by rafael at 23:25 | Permalink |


3 Comments:


At 11 dezembro, 2007 14:24, Anonymous Anônimo

Ad

Oi Rafa,como vc tá? Gostei:" Só é grave aquilo que é necessário, só tem valor aquilo que pesa". Muitas vezes em nossa vida carregamos fardos que não são tão necessários,mesmo sendo perfeitamente possível nos livrarmos insistimos em tê-lo conosco."Tem de ser assim?" Rsrs,não necessáriamente.Tenha uma ótima semana,viu? Estou esperando o texto!

Bjo.

 

At 12 dezembro, 2007 09:05, Blogger Mila

E as vezes pesa... pesa fisicamente mesmo... e como diria a musica dos Titãs... "eu sentia todo peso do mundo em minhas costas"...
Beijos Mila

 

At 12 dezembro, 2007 17:50, Blogger rafael

Ad
Eu me rendo e digo que concordo inteiramente com o Kundera! rs. Eu não consigo discordar dele em quase nenhuma ocasião. Não sei o que acontece.
bjus
*******************
Mila
Kundera e Titãs! Desse jeito eu não discordo mesmo! rs
bjinho

 


|