2.8.07
mistério: conhecer para se encantar
“Aprenda o que o mágico sabe e a magia se perde”
Manual do Messias-Richard Bach

Não sei em qual contexto essa frase está inserida, mas tendo-a assim sozinha, e por isso completa em si mesma, expresso a minha discordância quanto a sua idéia.

Entendo que ela esteja se referindo ao desencanto causado pelo conhecimento. Uma idéia muito difundida por sinal, essa de que o saber ao desvendar o segredado retira das coisas aquilo que tem de mais atraente: o mistério.

A mágica é um excelente exemplo e o autor foi muito feliz ao utilizá-la para transmitir sua idéia. Admiramos o mágico pelo fato dele esconder tão bem o "como" ele faz seus truques. Ficamos admirados com o mistério, com o segredo envolto em sua pessoa. Ficamos admirados por "não saber". E quanto mais não sabemos, mais expectativas criamos sobre "como é" que as coisas são.

Quanto menor o conhecimento, maior o mistério.
Quanto maior o mistério, maior a expectativa.

Quando descobrimos o segredo do truque, mormente pensamos: "não acredito, é simples assim!". E toda a expectativa criada, reduz-se a um sentimento de idiotice por não termos percebido a simplicidade do "como é" que as coisas são. A idiotice se refere ao fato não termos "aprendido" e "sabido" antes algo tão claro, e por isso nos sentimos também enganados.

Cada um tem sua história de decepção gerada por alguma expectativa frustrada, e todos poderiam contá-la e usá-la como argumento para mostrar como o conhecimento desencanta o mistério, pois o mesmo ocorre em nossos relacionamentos.

Quando desvela-se quem a pessoa realmente é, e quando ela mostra-se contrária aquilo a quem esperavamos que fosse, somos também atingidos pelo sentimento de idiotice por não termos percebido e aprendido "como é" que as coisas são, e enganados por não termos "sabido" de algo tão claro.

Quanto maior a expectativa, maior a decepção.

(E por isso, muitos preferem não saber, a sofrer uma decepção)

Mas penso que a culpa não é do conhecimento, mas da expectativa gerada pela falta dele. Porém, se a expectativa é gerada pelo mistério, e o mistério apoia-se na falta de conhecimento, então eu estaria propondo acabar com o mistério. E acabando com o mistério, eu estaria acabando com o encanto!

Pois bem, não desejo acabar com o encanto, pois o que seria da vida sem ele? Mas gostaria de propor a compatibilidade entre conhecimento e mistério. Gostaria de mudar a idéia "Quanto menor o conhecimento, maior o mistério" para "quanto maior o conhecimento, maior o mistério".

É possível? Eu penso que sim se entendermos esse mistério como "aquilo que não se deixa adivinhar nem calcular antecipadamente, mas como aquilo que precisa ser revelado, descoberto e conquistado". E aqui percebo o mal que se encontra na expectativa: ela tenta adivinhar ou calcular antecipadamente o conteúdo do mistério. E quando o mistério se apresenta diferente do adivinhado ou calculado, o resultado é a decepção e o desencanto.

Por sua vez o conhecimento não se antecipa, não adivinha, não calcula. Ele vai de encontro, e na vivência vai desvelando, despindo e percebendo que em cada detalhe conhecido, existem muitos outros, infinitos, infindáveis, para serem revelados. E são nesses detalhes, cada vez mais desconhecidos conforme são conhecidos, é que se revela o encanto do mistério.

A expectativa gera ilusão
A decepção, é a desilusão
E mistério não é ilusão:
é desconhecimento
E desconhecimento, é um convite para se conhecer

Por isso, não acredito que o não-saber nos proteja da decepção. Ao contrário, a decepção é forjada na falta de conhecimento, pois apoia-se no cálculo, na ilusão, na adivinhação: na expectativa. Enquanto o mistério:

"é aquilo que precisa ser revelado, descoberto e conquistado do outro".

A citação foi retirada do blog da Fabi.
Leia também: é bom desconfiar de ser desconfiado e metamorfosiando

Marcadores: ,

 
posted by rafael at 03:20 | Permalink |


15 Comments:


At 02 agosto, 2007 08:18, Blogger Van

Querido....
A decepção também é forjada na ingenuidade, na credulidade, no acreditar excessivo... Quanto mais eu acredito, mais chances de me decepcionar. Eu sou mestra nisso. Sempre acredito demais. Sempre me entrego demais. Sendo assim, é inevitável, vez ou outra vem a decepção. A minha válvula de escape pra ela é a arte! A música, a poesia... Tudo o que possa me ajudar a elaborar. Quem mandou acreditar? Ninguém (e nem nada) nunca será 100% do jeito como queremos ou imaginamos. A ilusão é uma boba!
;)
Beijuca querido!

 

At 02 agosto, 2007 08:20, Blogger AP

Este comentário foi removido pelo autor.

 

At 02 agosto, 2007 08:23, Blogger AP

Rafa... eu juro que não vou te dizer nada sobre a ignorância ser uma bênção... Tenho medo da minha imagem ficar desgastada! rs

Mas concordo com você... A culpa é da expectativa. E a expectativa somos nós que criamos, não os outros... Grandes expectativas.

Mas não saber, de vez em quando é bom, sim! Encanto, mistério? Não. Preferia saber de cara, se eu pudesse escolher, como se recebesse o currículo do próximo namorado... Pode ser sem graça. Mas ia evitar um monte de problemas! Já que isso não é possível, tento não fuçar... para evitar possíveis decepções... Entendeu porque sou repetitiva? É um mantra! rs

 

At 02 agosto, 2007 11:53, Blogger Fabi

Rafa, uma hora a pessoa se mostra como é de verdade. Uma hora voce percebe o que e quem aquela pessoa é de verdade. Quando isso acontece voce pode estar diante de uma pessoa incrivel que voce vai admirar muito. Ou diante de alguem que voce não admira.
A realidade sempre vem.
No meu caso, demorou um pouco. As informaçoes eram contraditórias, mas consegui enxergar e vi que nao poderia passar por cima do que acredito pra aceitar o outro.

Expectativa é uma merda sim. Mas acho impossivel nao ter.
To tentando me controlar.
bjks

 

At 02 agosto, 2007 13:13, Blogger rafael

VAN, concordo que a ingenuidade, a credulidade e o acreditar excessivo também podem gerar decepção. Eu apenas quis ressaltar a expectativa, pois acredito que ela engloba esses outros três elementos. E acreditar realmente é uma decisão nossa. E devemos estar dispostos a pagar o preço...bjus
****************
AP, não é fuçando quem descobrimos que a pessoa é: é convivendo! Por isso a decepção é inevitável quando estamos com alguém que não é legal. Mas não criar muita expectativa, ajuda um bocado quando conhecemos de fato o indivíduo. E tua bela imagem jamais se desgastará! bjin
**************
FABI, eu também não acho possível nos livramos da expectativa, mesmo porque é a expectativa quem nos conduz a agir. Fazemos porque esperamos que algo aconteça. Mas minha tese é de a expectativa mal administrada é quem causa o estrago, e não o saber sobre quem a pessoa é. Ainda porque, como você bem disse, cedo ou tarde a pessoa se revela. beijos

 

At 02 agosto, 2007 23:36, Anonymous Adão Braga

Eu sinto falta de minha inocência, quando acreditava em certas coisas, há uma beleza na inocência, não na ignorancia, que afinal, vivo da ignorância alheia...

Quanto aos mistérios da mágica, o que nos prende é mesmo o querer saber como foi feito, e o desafio, para os mágicos, é o contrário, não deixar ser descoberto, revelado...

Vou pensar nas proposições.

 

At 03 agosto, 2007 01:22, Blogger rafael

Adão, também vejo uma certa beleza na inocência. Contudo, acho muito mais bela a sabedoria, e essa se adquire com o conhecimento.

E me ocorre agora que a sabedoria "é a perca da inocência por dar-se conta da ignorância." Não sei você, mas penso que o sábio nunca oferece resposta, mas sempre devolve a pergunta. Ao não responder demonstra sua ignorância; e ao devolver a pergunta demonstra seu desejo de conhecer.... Mas a que se pensar nisso. Abraços

 

At 03 agosto, 2007 11:24, Blogger Angelina Jolie

Esse assunto tá dando o que falar! hehehehe
Fiz um post relacionado também. Sobre o medo.

Eu, não sei o que dizer sobre isso. Tenho muitas dúvidas. Acho o mistério que um homem e uma mulher escondem algo muito belo e convidativo,e acredito que por mais que achemos que conhecemos o outro, nunca o conhecemos tao completamente.

 

At 03 agosto, 2007 14:57, Blogger rafael

Angelina, certamente nunca conheceremos o outro na sua plenitude. Por isso digo que o outro se torna mais desconhecido quanto mais o conhecemos.

E o mistério é muito convidativo. Contudo, ele pode esconder coisas belas e horrendas. Daí a necessidade de disciplinar as nossas expectativas. bjus

 

At 03 agosto, 2007 15:57, Blogger AP

Desgasta, sim. Mas achei fofo.
Mistério é convidadtivo, sim... Disciplinar expectativas? Ah, quase impossível.

 

At 03 agosto, 2007 17:54, Blogger rafael

AP, tá certo, desgasta. Mas você ainda tem muito crédito comigo. rsrs

Quanto a disciplinar as expectativas, quero dizer que devemos estar conscios sobre o que nos espera pode ser tanto bom quanto ruím.... Uma dose de razão sobre a expectativa ajuda a prevenir um estrago maior caso nossos sentimentos não sejam correspondidos do modo desejado.

E se você disse "quase" impossível, é porque existe um chance mínima disso acontecer....

 

At 04 agosto, 2007 17:46, Anonymous Adão Braga

Pois então, é essa perda da inocência que me faz falta... imagine desconfiar de tudo... e ficar sempre com om pé atrás.. amoitado... e ainda ter que ouvir: esse menino é muito sabido.

Eu sinto falta de quando tudo era muito simples, e tinha algo que me encantava... hoje, olho, e logo desconfio... e já li o seu texto sobre este tema: confiaça, crença, etc.

As vezes me pergunto, se há como voltar ao estado anterior...??? Será??

 

At 05 agosto, 2007 14:03, Blogger Van

Mistério SIM!
Mentira......Jamais!
Tem muita gente que confunde as duas coisas. Manter o mistério pra elas significa esconder as mentiras.... Aí não dá!
Beijuca

 

At 06 agosto, 2007 01:15, Blogger rafael

Adão, acho que não podemos voltar ao estado da inocência. E o que é ser inocente? Tem uma frase dos Engenheiros do Havaí que me encanta muito: "quem duvida da vida tem culpa, e quem evita duvida também tem"... abraços
******************
Van, concordo que muitos confundem, e até propositalmente. Mas para mim, esconder mentiras tem nome de "enganação". bjus

 

At 06 agosto, 2007 10:41, Blogger Van

Sim, querido......
Enganação, mau-caratismo.....
Vários nomes definem os mentirosos.
Boa semana pra você, querido!
Beijuca

 


|