15.9.07
Fugaz
Há dias
que me resta apenas chorar
para não falar
para não pensar
como forma de orar

Deixar lágrima por lágrima cair
sem pressa para um novo sorriso surgir
sem pressa para um novo momento curtir
em silêncio, contemplando a fugacidade do existir

Chorar, e ao mesmo tempo rir
Rir, porque fugaz é chorar
Chorar, porque muito mais fugaz é rir
Pois a vida, ao invés de gastar tempo em alegrar
Parece ocupar-se muito mais com a tarefa de ferir

Mas existir é fugaz
Assim como chorar
Assim como sorrir

(versos sem pretensão poética. apenas rimas pobres e soltas, como a balbúrdia existencial)
imagem: Happy and Sad male faces - Jim Dandy
www.gettyimages.com

Marcadores: ,

 
posted by rafael at 10:45 | Permalink |


9 Comments:


At 15 setembro, 2007 12:46, Blogger Mila

Nossa Rafael...
Muito lindo isso....
Beijos Mila

 

At 15 setembro, 2007 13:32, Blogger Van

Rafa,
Eu te digo que há um poeta escondido em ti ...só tu que não acreditas!!!!!
Lindo!
Beijuca

 

At 15 setembro, 2007 14:37, Blogger Sandra Leite

Rafael,

Só refletindo daqui...
O que seria a vida só com o riso? E o que seria se apenas com a lágrima?
Luz e sombra, absolutamente necessários.

poeta!!! :-)

beijos

 

At 15 setembro, 2007 16:57, Blogger rafael

Mila
brigaduuuu!!!
bjok
********
Van
Ele tá tão escondidinho que não consigo achá-lo, rsrs
beijuca
********
Sandra
Bom é quando choramos de tanto rir. As demais lágrimas são tão dolorosas! Mas enfim, vivamos chorando e sorrindo.....
bjus

 

At 15 setembro, 2007 19:03, Blogger a calma alma má

Você é quem determina a profundidade do que vive.
Se quer chorar, chora...
Chore forte e intensamente, e só então substitua por um sorriso. E que ele seja tão intenso quanto as lágrimas.
Não deixe a vida passar por você..
Beijos

 

At 17 setembro, 2007 00:21, Anonymous Adão Braga

Eu ia fazer um comentário, mas lembrei-me da música, e resolvir postar a letra da música apenas:


AH... se o mundo inteiro me pudesse ouvir
Tenho muito pra contar
Dizer que aprendi
E na vida a gente tem que entender
Que um nasce pra sofrer
Enquanto o outro ri
Mas quem sofre sempre tem que procurar
Pelo menos vir a achar
Razão para viver
Ver na vida algum motivo para sonhar
Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar...


Tim Maia

 

At 17 setembro, 2007 02:00, Blogger rafael

Alma
Não sei se determinamos tanto assim. As vezes a vida parece escapar pelos dedos...
*********
Adão
Maravilhosa lembrança.
abraços

 

At 18 setembro, 2007 19:25, Blogger MUTUMUTUM

Cara! Seu faro pra poesias é fantástico. Adoro esse jogo de contradições que vc usa o/

Tbm curto poesias... mas é outro tipo de poesia... hehehehe. Vide meu último post no meu blog pra entender o/

Abraços o/

 

At 18 setembro, 2007 21:20, Blogger rafael

Mutumutum
Valeu por achar que eu tenho faro poetico. Mas pra falar bem a verdade eu mal sei ler poesia. O que escrevo parecendo ser poesia nada mais é do que algumas tentativas frustradas, rsrs.
(e tbm o que escrevo não tem pretenção alguma de ser poesia)
abraços

 


|