27.8.07
bem me quer, mal me quer...
















A flor sente dor
ao perder suas pétalas
em nossos jogos de amor?

Marcadores: , ,

 
posted by rafael at 11:56 | Permalink |


14 Comments:


At 27 agosto, 2007 13:20, Blogger Paola a Estranha

Este comentário foi removido pelo autor.

 

At 27 agosto, 2007 13:22, Blogger Paola a Estranha

Hum...
E, ela não já está morta ao retirá-la do jardim???

Agora vamos considerar que isto dependerá se você acreditar que o amor é um jogo em que algumas vezes se ganha, e, ou, se perde...


Rafa, dê uma passada neste blog talvez você goste...
http://viciadosemfilosofia.blogspot.com/

Bjussss,
P.

 

At 27 agosto, 2007 20:58, Anonymous Adão Braga

Se sente dor?

Eu perguntaria
Porque ela sentiria dor?
Pela pétala última ser MAL me QUER?

Ou dolorida por que o AMOR dói?

Dor por si mesma? Ou pelo inseguro humano que precisa lançar sorte em suas pétalas?

Porque ela senteria dor?

 

At 27 agosto, 2007 22:11, Blogger rafael

Paola
Creio que algo tem vida na medida em que terceiros a consideram viva. Não é assim com nossas lembranças?

E amor até pode ser um jogo. E recorro a uma metáfora do Rubem Alves: se for para jogar, que seja "frescobol" onde um deve ajudar o outro a manter a bola no ar....
bjok
****************
Adão
Acho que ela sente dor pelo inseguro humano que precisa lançar sorte em suas pétalas.

E sente dor pelo fato de ser tratada como simples objeto, para o humano alcançar o seu amor....

Não é assim que muitos de nós fazemos, e não só com as flores, quando estamos amando?
abraços

 

At 28 agosto, 2007 08:35, Anonymous 1ª lady newton

Ai Rafa, pode até doer, mas é assim q a gente acaba aprendendo pra proxima empreitada. Testando o proprios limites. Ja passei por muitas coisas quando o assunto é amor. O grande amor da minha vida (olha a nostalgia, caramba!)teve de ir embora do Brasil com uma proposta de emprego irrecusável em Cleveland-Ohio. Fiquei sem chão. Mas superei. Entre outras tantas histórias com musicos boêmios, professores inesquecíveis, pilotos de Stock Car, dentistas de deixar qq uma de boca aberta e causídicos juristas com ética do tamanho de um grão de mostarda!

As vezes minha flor sentiu dor, as vezes a de outrem. Mas isso é detalhe. Sempre fica uma lição pro próximo q vier! E no final, quando a coisa vingar, estaremos todos experientes e sabendo lidar com todas as situações adversas.

A inexperiencia leva ao erro! O erro ao acerto e o acerto a felicidade, mesmo q a felicidade do momento vivido!

 

At 28 agosto, 2007 13:55, Blogger DM

Ai Rafa, em jogos de amores, sempre há um pouco de dor ...talvez com as flores aconteça a mesma coisa ! Amores e flores, são coisas delicadas demais para não sofrerem !

 

At 28 agosto, 2007 23:25, Blogger Van

Uau!
Lindo, lindo, lindo!
Como se não bastasse, agora você deu de ser poeta! E com maestria! Caí de amores por esse poema, querido.
Lindíssimo!
;)
Beijuca

 

At 28 agosto, 2007 23:27, Blogger Van

PS tardio - Adoro essa crônica do frescobol!!!! Boa escolha!

 

At 29 agosto, 2007 11:42, Blogger rafael

Lady
Eu acho a natureza magnífica justamente por isso: numa estação as flores perdem todas suas pétalas; numa outra, surgem como se sempre estivessem floridas.

Acredito que elas são um bom exemplo de como devemos conduzir nossa vida. Mesmo nas estações permeadas por tristeza, devemos aguardar a seguinte que nos trará novas energias para viver!
bju
***************
DM
Talvez pelo amor e pela flor ser ambos delicados é que eles combinam tão bem. Seja para expressar a alegria ou a dor do amor e da flor...
bjus
***************
Van
Ainda estou longe de ser poeta. Moro muito na cabeça e o caminho para o coração é tão longe!!! rsrs

E as metáforas do Rubem Alves são demais!!!
bjus, minha poeta inspiradora!

 

At 29 agosto, 2007 15:43, Blogger Van

Continuo deslumbrada e apaixonada por esse post, querido!
E se o que você busca é o caminho do coração, então você está no caminho certo! Não, não se desvie! Você está quase lá! ;)
Ou será que já chegou e nem sabe?
Beijucas

 

At 29 agosto, 2007 20:38, Blogger Leticia

Nunca havia pensado por esse ângulo ...o amor muitas vezes é egoísta.E não só com as flores...

 

At 30 agosto, 2007 13:13, Anonymous Anônimo

Ad
Rafa, tô esperando o texto.Adorei essa rapidinha, vc, como sempre,com uma sensibilidade aguçadissíma com relação aos sentimentos!BJO

 

At 30 agosto, 2007 13:24, Anonymous Anônimo

Ad
"aguçadíssima"

 

At 30 agosto, 2007 13:56, Anonymous Anônimo

Ad

"Sensibilidade aguçadíssima com relação aos sentimentos", êta pleonasmo.KKKKKKK.Bjo

 


|